Sim, você leu certo. A NASA está contratando GUARDIÕES DA GALÁXIA. O cargo visa proteger tanto às espaçonaves retornando à Terra quanto evitar o risco de que humanos contaminem outros planetas.
Junto com o inspirador título do emprego, a posição vem com um bom salário, na faixa anual de US$ 124 mil a US$ 187 mil (R$ 386 mil a R$ 582 mil).

Saiba mais:

_97172532_gettyimages-458844456

As vagas foram abertas em julho, com candidaturas abertas até o mês de agosto, apenas para estadunidenses. Antes disso, a possibilidade desse anúncio mexeu demais com a imaginação dos veículos de comunicação estadunidenses.

A ideia nem é tão nova assim. O acordo internacional da ONU sobre exploração espacial, assinado em 1967, pedia que as potenciais nações espaciais tomassem cuidado com contaminações. Sendo assim, manter os mundos em seus estados naturais, assim como proteger a biosfera terrestre quanto a existência de vida em outros lugares, estão entre os objetivos do Escritório de Proteção Planetária da NASA.

Essa ideia de contaminação se faz bem presente em livros de ficção científica, e, sinceramente, não é uma ideia que podemos descartar completamente hoje em dia. A atual ocupante do cargo é uma mulher, chamada Catharine Conley. Ela disse ao New York Times, no ano de 2015, que ganhou óculos escuros no estilo da série de filmes dos Homens de Preto em seu primeiro dia no trabalho, mas que a principal ameaça somos, na verdade, nós mesmos.

“Se estamos buscando vida em Marte, seria meio chato levar vida da Terra para lá e acabar encontrando isso (no planeta)”

– disse ao jornal americano.

O salário generoso pode ser explicado pelas elevadas responsabilidades que vêm junto ao cargo, além de complexas qualificações necessárias. É necessário conhecimento avançado quanto proteção planetária, é necessário que se tenha participação e experiência em “programas espaciais de importância nacional”. Além disso, faz-se necessária formação em física, engenharia e matemática, além de ter de trabalhar sob o mais alto nível de sigilo.

CONTINUAR LENDO