Cientistas e futuristas insistem que graças aos problemas de superpopulação e recursos limitados, precisamos repensar o que estamos comendo todos os dias. A pesquisa na indústria de alimentos e o rápido avanço da tecnologia oferecem novas perspectivas sobre o que vamos colocar nos nossos pratos no futuro.

Separamos para vocês uma lista com esses alimentos novos e inusitados. Confira:

1. Insetos

De acordo com  este relatório aprofundado da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, os insetos já estão sendo consumidos por pelo menos 2 bilhões de pessoas. Embora algumas pessoas possam estar enojadass pelo pensamento de comer insetos, eles são ricos em gorduras, proteínas, vitaminas, fibras e minerais.

2. Algas: cultivando seu próprio alimento ao respirar

A maioria das algas (por exemplo, algas marinhas) contém uma grande quantidade de ácidos graxos ômega-3, um nutriente essencial com muitos benefícios para a saúde. Os inventores e designers Michael Buton e Michiko Nitta chegaram a sugerir que os seres humanos podem cultivar suas próprias algas enquanto respiram ao usar uma máscara especial. Em uma performance no Museu V & A em Londres, eles demonstraram como um cantor de ópera pode alimentar o crescimento de algas na máscara.

3. Carne cultivada em laboratório

Produzir carne em um laboratório é uma forma de combater questões ambientais : emissões de gases de efeito estufa, sobrepesca e preocupações com o bem-estar dos animais. Uma empresa chamada Memphis Meats já produz bolotas de carne cultivadas em laboratório usando células-tronco de animais (obtidas através de uma biópsia sem dor). O preço da produção de 450 g de carne atingiu US $ 2.400 .

4. Comida viva impressa em 3D

As impressoras tridimensionais podem criar objetos de plástico e metal e também podem imprimir, cozinhar e servir alimentos. A designer holandesa Chloe Rutzerfeld sugere misturar comida, jardinagem e impressão em 3D. Primeiro, é impresso um invólucro exterior baseado em massa contendo solo comestível e várias sementes. Depois de alguns dias, as sementes começam a crescer e picar fora de pequenos buracos no caso. No entanto, esse design está atualmente no estágio conceitual .

 5. Pacotes de alimentos auto-decompostos

Demora vários anos para que os pacotes se decompõem naturalmente. Empesas querem biodegradar alimentos, para nos alimentarmos por liquido, para diminuir a poluição do mundo.

6. Garrafas de água comestíveis

Uma startup de base de algas com sede em Londres tem um plano para substituir garrafas de plástico com garrafas de água comestíveis feitas com algas marinhas. Uma vez no mercado, este pacote pode ser usado para outros líquidos, como cosméticos. As algas como material de embalagem são, na verdade, mais baratas que as de plástico.

7. Peixes de “mentira”

Não só a carne pode ser cultivada em um laboratório – também podem ser produzidos peixes. Em  2002 , um grupo de cientistas do Touro College conseguiu criar filhotes de peixe pequenos mergulhando músculos do peixinho dourado em um soro bovino fetal. A New Wave Foods já criou um camarão falso feito de um substituto baseado em algas e está trabalhando na criação de lagosta e caranguejo.

8. Dieta baseada em DNA

Se a seqüência de DNA se tornar mais barata e possível em  casa , poderíamos usar um  aplicativo para saber quais alimentos comer para ser mais produtivos, dormir melhor, sentir-se mais saudável e saber quais alimentos evitar a todo custo. Como todos são geneticamente diferentes, não existe uma dieta única adequada para todos nós. Já existem empresas que se especializam na criação de tal  dieta.

CONTINUAR LENDO
Olá! Eu me chamo João Pedro, tenho 17 anos, gaúcho e estou cursando o ensino médio, a algum tempo me dedico ao conhecimento e a busca por notícias e entretenimento. Também sou idealizador do projeto Olhar Online.